Resiliência e a arte de recomeçar

Os primeiros dias que sucedem o fim de um “amor” são em geral, desesperadores.

Em especial se você ainda acreditava, mesmo que lá no fundo, bem no fundo, apesar de, que essa relação poderia funcionar.

Tudo ao seu redor mudou, nada mais é igual. Nem sua rotina, nem seus planos e até seus sonhos precisam ser reorganizados.

É como voar em menos de um segundo direto para olho de um furacão. Um total descontrole, caos e impossibilidade de ver o horizonte.

Os sentimentos ficam confusos e intensos.

É uma verdadeira gangorra emocional.

Um dia raiva, no outro culpa, no outro alívio e depois raiva de novo. O ciclo parece não ter fim.

Você se pergunta quando vai voltar a sorrir, a ser você mesma e a ver o céu azul de novo.

Não vou mentir,  você pode demorar dias, semanas, meses e até anos.

Meu melhor concelho pra você é: Respeite seu tempo.

Não importa oque dizem as fórmulas mágicas que você lê para ajudar a “superar” o fim de um amor.

A regra é, respeite seu tempo.

Você pode ficar semanas  sentindo-se morta por dentro. Você pode querer conhecer alguém logo, a final, pra muitos “um amor cura o outro”. Você pode viajar, ou se isolar no sofá acompanhada de Netflix e iFood.

Tanto faz a sua maneira de lidar com a dor, o que importa é respeitar o seu tempo, o seu limite e as suas emoções.

Acredite em mim, por mais dolorido que possa ser e não importa o quanto seu corpo dói, mesmo que pareça que seu coração vai parar de bater. Isso vai passar.

E quando passar, você vai voltar a ser aquela pessoa sorridente, cheia de planos e sonhos.

Porque resiliência é isso, voltar ao estado natural.

E por mais que você ache que as forças externas te deformarão, você vai descobrir que a sua alma é maior e mais resistente que todo o resto.

4 comentários em “Resiliência e a arte de recomeçar

  1. Sempre achamos que não somos fortes o suficiente, que não suportamos as coisas e depois superamos e nos seguimos bem melhor. Há que fazer o tempo de luto (em tudo, até nos relacionamentos). Guardar (ou rasgar) as memórias, limpar o coração (por mais doloroso que seja isso) e preparar todo o interior para o que poderá estar vindo. A verdade é que todo esse tempo nos faz bem. Faz-nos reaprender a estar sozinhos e bem com nós mesmos. E isso é bom demais. Gostei imenso do post! 😍

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s